Discos

Disco do Dia: Pekko Käppi & K:H:H:L: – “Sanguis Meus, Mama!”

pekko_kappi

pekkokappi_sanguisPekko Käppi & K:H:H:L: Sanguis Meus, Mama!

GAEA Records

Pekko Käppi, em parceria com Ilkka Heinonen, Rauno Nieminen e Marianne Maas fundaram, há cerca de dez anos atrás, o ensemble finlandês Jouhiorkesteri, responsável pelo resgate do jouhikko. Lira de duas a três cordas tocada com arco desde a Idade Média na área circundante do Báltico (sobretudo na sudeste da Finlândia e na Estónia). Cordofone que havia desaparecido no início do Sec. XX.

O jouhikko é um instrumento hipnotizante, com um forte som de bordão que faz lembrar os cordonofones ancestrais de Tuva (igil) e da Mongólia (morin khuur), capaz de despertar a magia xamânica das spell-songs e runo-songs épicas, próprias da obra poética Kalevala organizada por Elias Lönnrot interpretadas por boa gente da folk local como Tellu Virkkala (actualmente Tellu Turkka), Sanna Kurki-Suonio, Heikki Laitinen e até mesmo Värttinä.

Se Ilka Heinonen conduziu o jouhikko para o universo do etno-jazz, Pekko Käppi, com a sua banda K:H:H:L (iniciais de Bones of the Crazy Dead Horses), que toca guitarra e baixo construídos com caixas de charutos cubanos, transporta-nos no seu terceiro disco, “Sanguis Meus, Mama!”, para uma interzone “Borroughiana”. Um festim alucinogénico repleto de magia voodoo, blues-rock ácido, psicadélico e sujo (à Stones), que navega nas águas (e nos pântanos) tanto do Mississipi, como do Niger.  

“Mun Vereni”, cartão de visita deste álbum que apresenta a feiticeira Kaarin, parece fazer parte do repertório do griot gambiano Juldeh Camará e do guitarrista e produtor britânico Justin Adams. Há dinâmicas rítmicas e riffs abrasivos tuaregues, free-rock com distorção e solos inflamados de jouhikko à Jimi Hendrix.       

Tão boa como a música de Pekko Käkki é a arte gráfica de “Sanguis Meus, Mama!!”, assinada por Ville Pirinen, que respira estética psychobilly à moda dos Cramps e ganha outra beleza na versão para vinilo.

Previous ArticleNext Article

Deixar uma resposta

Bad Behavior has blocked 609 access attempts in the last 7 days.

Send this to friend