Big Med

Durante três dias suei as estopinhas para conseguir circular nas ruas estreitas da Loulé antiga e assistir a um concerto …

FES + Jimi Tenor, Last Poets e Enzo Avitabile unidos em Porto Covo pelo funk

Afazeres particulares que me obrigaram a conduzir mais de quinhentos quilómetros neste dia, impediram-me de ver boa parte da actuação de Jimi Tenor com a Flat Earth Society. Do pouco a que tive a sorte de presenciar, deu facilmente para notar que este foi um dos espectáculos de maior criatividade com músicas «para filmes que nunca existiram».

Hazmat Modine: De Nova Orleães a Tuva

Uma das grandes qualidades dos Hazmat Modine que salta ao ouvido à primeira audição do seu disco “Bahamut”, é a forma mutante como os seus blues de raiz sulista nos oferecem multiplas visões temporais e geográficas da música americana e do resto do mundo: das canções de trabalho em linhas férreas, registadas por Alan Lomax com aquele som analógico e poeirento; à alma negra de Sonny Boy Williamson e ao «swing» do performer e do saltimbanco britânico Rory McLeod, quando as duas harmónicas se confrontam e imprimem um ritmo frenético

Hermínia: mornas estilizadas de sangue quente

Coube a Hermínia manter o ambiente íntimista numa noite de algum nevoeiro e chuva miudinha. A costureira e prima de Cesária Évora, de postura franzina e pachorrenta, cujas feições reflectem a dureza dos seus sessenta e três anos de vida, trouxe consigo um lote de bons músicos, sem dúvida, mas pouco exuberantes, pouco dados ao improviso, limitando-se a seguir a pauta das estilizadas mornas e coladeras. Apesar do tom pouco quente, Hermínia conseguiu, em algumas canções, quebrar o gelo com arrancadas sanguíneas, criando momentos arrebatadores perante uma assistência maioritariamente não cabo-verdiana.

Bad Behavior has blocked 338 access attempts in the last 7 days.